Número de mortos em África sobe para 3.348 em mais de 111 mil casos

O número de mortos em África pela Covid-19 aumentou para 3.348 em mais de 111 mil casos de infeção em 54 países, de acordo com as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Segundo dados divulgados pelo Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de mortos subiu nas últimas 24 horas de 3.246 para 3.348 (+102), enquanto os casos de infeção aumentaram de 107.412 para 111.348 (+3.936).

O número total de doentes recuperados cresceu de 42.626 para 44.630 (+2.004).

O norte de África é a região mais afetada pela doença no continente, com 1.620 mortos e 34.367 infetados pelo novo coronavírus.

A África Ocidental regista 611 mortos e 29.163 infeções, enquanto a África Austral contabiliza 451 mortos e 24.213 casos, quase todos num único país, a África do Sul (22.583).

A África Central regista 334 vítimas mortais em 11.416 casos e na África Oriental há 332 mortos e 12.189 casos registados.

Seis países – África do Sul, Argélia, Egito, Marrocos, Nigéria e Gana – concentram cerca de metade das infeções pelo novo coronavírus no continente e mais de dois terços das mortes associadas à doença.

O Egito é o país com mais mortos (764) e tem 17.265 infeções, seguindo-se a Argélia, com 600 vítimas mortais e 8.306 infetados.

A África do Sul é o terceiro com mais mortos (429), continuando a ser o país do continente a registar mais casos de covid-19 (22.583).

Marrocos totaliza 199 vítimas mortais e 7.433 casos, a Nigéria regista 226 mortos e 7.839 casos, enquanto o Gana tem 32 mortos e 6.683 casos.

Entre os países africanos lusófonos, a Guiné-Bissau é o que tem mais infeções, com 1.178 casos, e regista seis mortos.

Cabo Verde tem 380 infeções e três mortos e São Tomé e Príncipe regista 291 casos e 11 mortos.

Moçambique conta 194 doentes infetados e Angola tem 69 casos confirmados de covid-19 e quatro mortos.

A Guiné Equatorial, que integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), mantém há vários dias 719 casos positivos de infeção e sete mortos, segundo o África CDC.