Número de casais desempregados caíu 22,4% em setembro, para os 6.711

O número de casais com ambos os cônjuges registados como desempregados foi de 6.711 em setembro, menos 22,4% relativamente ao mesmo mês de 2017 e menos 2,5% relativamente a agosto, foi hoje divulgado.

De acordo com a informação mensal sobre estado civil do desempregado e condição laboral do cônjuge, no continente, no final de setembro estavam registados como desempregados ambos os cônjuges de 6.711 casais, o que corresponde a menos 1.941 casais (menos 22,4%) que no mês de setembro de 2017.

Em relação a agosto deste ano verificou-se um decréscimo de 174 casais desempregados (menos 2,5%).

Segundo a mesma informação mensal do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), no final de setembro, estavam registados nos Serviços de Emprego do continente 315.406 desempregados, dos quais 143.630 (45,5%) eram casados ou viviam em situação de união de facto.

O desemprego registado nos Serviços de Emprego do continente diminuiu 18,1% face ao período homólogo e aumentou 0,3% em relação ao mês anterior.

Relativamente aos desempregados casados ou em situação de união de facto, a diminuição face a setembro de 2017 foi de 17,9% (-31.304 desempregados), enquanto relativamente a agosto deste ano a redução foi de 1,2% (-1.756 desempregados).

Do total de desempregados casados ou em união de facto, 13.422 (9,3%) têm também registo de que o seu cônjuge está igualmente inscrito como desempregado no serviço de emprego.