PUB

O “Thor”, um ex-rebocador de alto-mar que opera nos Açores, vai tentar fazer escala na ilha das Flores para descarregar produtos perecíveis, depois do mau tempo ter impedido a operação do porta-contentores na passada semana, revelou hoje fonte do Governo.

Segundo Rui Coutinho, diretor regional da Mobilidade, o “navio “Monte da Guia”, da Transinsular, que na passada semana não conseguiu operar nas Flores devido à agitação marítima, está em Ponta Delgada, a descarregar alguns contentores, para que o “Thor” os possa levar até às Flores.

“Estamos a falar de quatro contentores de frio, com produtos perecíveis, e também de gás butano, produtos essenciais que fazem falta nas Flores”, justificou Rui Coutinho, adiantando que a operação do “Thor” naquela ilha, está prevista ocorrer na próxima quarta-feira, aproveitando uma “aberta” nas condições climatéricas.

PUB

O mau tempo dos últimos dias tem condicionado as ligações marítimas e aéreas nos Açores, devido à passagem de sucessivas tempestades, que provocaram chuvas, por vezes fortes, ventos com rajadas até 100 km’s e agitação marítima em quase todas as ilhas.

O porto das Lajes das Flores, destruído pelo furacão Lorenzo, em outubro de 2019, ficou com a sua operacionalidade condicionada desde então, por ter perdido grande parte do molhe de proteção, situação que dificulta o embarque de desembarque de mercadorias, que só pode ser feito em dias de bom tempo.

Paralelamente à operação com o “Thor”, o Governo está também a preparar uma nova escala da Transinsular na ilha das Flores, também na próxima quarta-feira, desta vez com o porta-contentores “Monte Brasil”, que vai tentar repor o abastecimento normal de mercadorias à ilha.

Os comerciantes das Flores já manifestaram, entretanto, a sua preocupação, com a possível escassez de bens alimentares na ilha, sobretudo nesta quadra natalícia, na sequência do cancelamento na operação de mercadorias no único porto comercial da ilha.

As condições climatéricas para os Açores nos próximos dias preveem uma melhoria na terça e quarta-feira e um novo agravamento nos dias seguintes.

Pub