Navio-tanque São Jorge operacional nos Açores após reparação em estaleiro

O navio-tanque São Jorge, da operadora marítima Transinsular, que assegura o abastecimento de combustíveis às ilhas do grupo central dos Açores, regressou hoje à operação após ter sido reparado em estaleiro, anunciou a empresa.

O navio, que foi reparado nos estaleiros da Navalrocha, empresa do Grupo ETE, “possui agora dois novos motores e sistemas de propulsão, geradores e um sistema elétrico renovado, com mais de 12.000 metros de cabos”, num investimento que “confere a total fiabilidade e segurança, com impacto direto na sua operacionalidade”, segundo uma nota de imprensa.

Em fevereiro, poucos minutos após ter saído do porto da Praia da Graciosa, o navio embateu com o casco, levando à imobilização da embarcação que deveria ter atracado em São Roque do Pico.

O navio, que faz o abastecimento de combustíveis às ilhas do grupo central (Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial) e Flores, sofreu um rombo no casco, que foi, entretanto, selado através de operações de soldadura subaquática.

Matthieu Roger, CEO da Transinsular, destaca o “compromisso e dedicação da empresa no sentido de retomar a atividade do navio hoje, assegurando face ao investimento feito, a continuidade da prestação de um serviço de excelência levado a cabo pela Transinsular, empresa do Grupo ETE, bem como a eficiência das sinergias obtidas dentro de portas.”

O responsável salvaguarda que, “durante o período em que o ‘São Jorge’ esteve em estaleiro, a Transinsular garantiu o abastecimento de combustível em todas as ilhas da Região Autónoma dos Açores de acordo com as suas especificidades e necessidades.”

O navio-tanque Nordic Sira substituiu o São Jorge nas operações de abastecimento de combustíveis aos Açores, enquanto o barco que encalhou na Graciosa esteve a ser reparado.

Pub