PUB
José Araújo: fotos e texto

Depois de muitas peripécias e entendimentos este jogo foi transferido do pavilhão Municipal Carlos Silveira, para o Sidónio Serpa, por problemas com a humidade na pista de jogo, para as 20H00 de domingo dia 11 de dezembro.

Neste fim de semana as equipas Açorianas jogaram para os 1/32 da final da Taça de Portugal, o Marítimo SC jogou em casa e perdeu por 6-2 com CA Feira, o Candelária SC venceu em Alcobaça o CD Alcombacense por 3-1, e segue em frente na Taça.

No jogo em Ponta Delgada, ambos os conjuntos entraram a querer vencer, aplicando uma boa toada de ataques com bons contra-ataques. E foi ao minuto 19:03, que o CA Feira abriu o ativo 1-0, golo de Tiago Pinheiro numa jogada corrida de jogo.

PUB

A bola perdia-se na ponta dos sticks, não querendo entrar nas balizas, muito embora os guardas redes estivessem atentos ao desenrolar do jogo. A 1ª parte terminou com uma magra vantagem de 1-0 favorável ao CA Feira.

O Marítimo aproveitou este jogo para rodar jogadores, deixando em Lisboa alguns dos jogadores habitais e ensaiando boas transições que se perdiam à beira da baliza adversária.

E foi Miguel Teves Pimentel que empata o jogo 1-1 ao minuto 18:56, com assistência de Pedro Soares. E logo depois o CD Feira faz o 2-1 por intermédio de Rúben Duarte e 3-1 ao minuto 16:40 por Rui Pedro Santos. O Marítimo continuava a falhar e quem não marca sofre e foi o aconteceu em ambos os golos, por atrapalhação no reduto defensivo e em frente do guarda redes adversário.

O 4-1 para o CD Feira apareceu aos 9:42 por Rui Pedro Santos numa transição, o 5-1 por Daniel Santos aos 8:48 com assistência de Alexandre Santos, e o 6-1 aos 5:03 por Hugo Paiva com assistência de Rui Gomes.

E o foi a capitão dos azuis da Calheta Pedro Soares, que reduziu o marcador para 2-6 no minuto final do jogo.

Não querendo tirar o mérito à vitória do CA Feira, o Marítimo só se pode queixar de si, pela falta de eficácia do seu conjunto na obtenção de golos.

Quando há arbitragem de Sílvia Coelho, árbitra internacional, nada a apontar, pois deixou e bem o jogo fluir, e só interrompendo jogo quando algo mais agressivo acontecia. No capítulo disciplinar, nada a assinalar, o que só demonstra que ambas as equipas também só queriam jogar hóquei.

Cinco inicial do Marítimo SC:

GR Nuno Teixeira, André Martins, Paulo Dias, Alexandre Resendes, Pedro Soares (cap.).

Suplentes: GR Rogério Silva, Pedro Paula, Hugo Monteiro, Marco Resendes e Miguel Teves Pimentel.

Treinadores. Leandro Paula

Marcadores: Pedro Soares (1) e Miguel Teves Pimentel (1).

Cinco Inicial do CA Feira:

GR Domingos Pereira, Tiago Pinheiro, Ruben Duarte, Hugo Paiva e Alexandre Santos.

Suplentes: GR Carlos Gomes, Rui Pedro Santos, Rui Gomes e Daniel Bastos.

Marcadores: Rui Pedro Santos (2), Tiago Pinheiro (1), Ruben Duarte (1), Hugo Paiva (1) e Daniel Bastos (1).

Treinadores. Luís Canelas

Pub