Pub

O protocolo, assinado pela Presidente da autarquia, Maria José Lemos Duarte, e pelo Presidente da Casa do Povo da Relva, Pedro Melo, nos Paços do Concelho, determina a “cedência de instalações adequadas e necessárias aos ensaios da Orquestra Ligeira de Ponta Delgada”, da qual o Município é entidade fundadora.

Em compensação, o Município atribui à Casa do Povo da Relva uma verba anual de 1.500,00 euros, fixa ainda o documento válido de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2021.

“A Orquestra Ligeira desempenha um papel muito relevante para a comunidade, não só na perspetiva da formação musical dos seus membros, mas também do ponto de vista da dinamização cultural do concelho de Ponta Delgada, razão pela qual a autarquia procura assegurar, no âmbito das suas competências, as condições para a boa prossecução da sua missão”, explica Maria José Lemos Duarte.

A Orquestra Ligeira de Ponta Delgada completou 20 anos de atividade em janeiro último.

Pub

A Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada congratulou também a Casa do Povo da Relva, criada a 17 de dezembro de 1971, “pelo seu contributo para a promoção do desenvolvimento e do bem-estar comunitário, por via de um conjunto de atividades e de ações próximas dos cidadãos e atentas às suas necessidades”.

Pub