Pub

A multinacional canadiana Jolera, da área das tecnologias de informação, abre terça-feira um centro de operações no Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel (NONAGON), onde vai operar para os mercados da América do Norte, foi hoje revelado.

A multinacional desenvolve as suas atividades empresariais na área das tecnologias de informação, em particular nas relacionadas com cibersegurança, administração de sistemas e serviços baseados na ‘cloud’.

O centro de operações na ilha de São Miguel representou um investimento de 250 mil euros e a contratação de 20 técnicos, informa uma nota enviada às redações pela multinacional canadiana.

É objetivo da empresa “ter, em 18 meses, 70 funcionários com diferentes níveis de qualificação e totalmente orientados para a exportação de serviços”, acrescenta.

Numa primeira fase, o centro de São Miguel vai prestar serviços para clientes situados na América do Norte, e numa segunda etapa para outros países, entre as quais Portugal.

A multinacional refere que o centro de operações, instalado no Parque de Ciência e Tecnologia, localizado na cidade de Lagoa, vai ter uma operação durante todo o ano, 24 horas por dia, sete dias por semana.

A empresa justifica a abertura do centro de operações nos Açores “fruto do exercício de procura por novas geografias, em que os Açores representam uma aposta interessante em função das condições existentes no Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel” e pelo “enquadramento regulatório existente ao nível das medidas de apoio, em particular as orientadas para a contratação”.

“A Jolera pretende dar resposta ao aumento da procura que se tem verificado, em particular a proveniente dos mercados da América do Norte”, assinala a multinacional.

Com “mais de 500 funcionários e uma faturação global de 58 milhões de euros”, a empresa opera nos Estados Unidos e Canadá, na Europa em cidades como Madrid e Varsóvia e com clientes em outros países europeus, segundo uma nota divulgada pela multinacional.

No que se refere a Portugal, e para além do centro que vai abrir nos Açores, tem presença física no Porto (sede para a Europa), Lisboa e Amarante.

Pub