MP abre inquérito ao caso do recém-nascido encontrado em caixote do lixo em Lisboa

O Ministério Público (MP) anunciou hoje a instauração de um inquérito para averiguar o caso do recém-nascido encontrado na terça-feira no interior de um caixote do lixo em Lisboa, que “está clinicamente estável”, segundo o hospital.

“Confirma-se a instauração de inquérito relacionado com a matéria. O mesmo corre termos no DIAP [Departamento de Investigação e Ação Penal] de Lisboa”, refere a Procuradoria-Geral da República, em resposta escrita enviada à agencia Lusa.

Fonte hospitalar disse hoje à Lusa que “a criança vai continuar sob observação na unidade de cuidados intensivos” do Hospital Dona Estefânia, em Lisboa.

Na terça-feira, a Polícia de Segurança Pública (PSP) referiu que o bebé foi encontrado ao final da tarde no interior de um caixote do lixo junto à discoteca Lux, na Avenida Infante D. Henrique, em Santa Apolónia.

“Um recém-nascido foi encontrado ao final da tarde por um sem-abrigo no interior de um caixote do lixo, ainda com vestígios do cordão umbilical”, afirmou fonte da PSP.

O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária.