Pub

AÇORES 9 TV EM DIRETO

O presidente do PSD, Luís Montenegro, reiterou hoje que não existe “nenhuma violação dos princípios e valores” do partido face ao acordo com o Chega nos Açores que suporta o Governo Regional.

“Já tive ocasião de dizer que não há nenhuma violação dos princípios e valores do PSD com a formalização e execução desse acordo”, afirmou aos jornalistas, após o encerramento do congresso do PSD/Açores, em Ponta Delgada.

Questionado pelas suas declarações a 03 de julho, quando disse no congresso nacional que o partido “nunca” se vai associar a “qualquer política xenófoba ou racista”, Montenegro reiterou que o acordo nos Açores não viola os princípios do PSD.

“Nós nunca ultrapassaremos a linha dos nossos princípios e dos nossos valores. Portanto, como isso aqui [nos Açores] não aconteceu, nem é sequer tema”, assinalou.

Sobre a representação das regiões autónomas nas eleições para o Parlamento Europeu, Montenegro considerou “muito relevante” existirem eurodeputados dos arquipélagos.

“Quero deixar palavra de tranquilidade aos dirigentes e militantes do PSD/Açores porque entendo, efetivamente, que na nossa representação do Parlamento Europeu é muito relevante ter representantes das regiões autónomas”, afirmou.

O líder do PSD/Açores Bolieiro afirmou hoje que a direção nacional do PSD “tem a obrigação” de garantir que uma futura candidatura dos social-democratas açorianos ao Parlamento Europeu “será colocada em lugar inequivocamente elegível”.

José Manuel Bolieiro preside ao Governo Regional de coligação PSD/CDS-PP/PPM desde novembro de 2020, que depende do apoio parlamentar da IL, Chega e deputado independente.

Pub