“Moção do PSD sobre Aeroporto da Horta pressiona Governo com abstenção do PS”

A Assembleia Municipal da Horta, na sua reunião do dia 27 de setembro, aprovou uma moção do PSD sobre o Aeroporto da Horta no Orçamento de Estado de 2019, iniciativa que foi aprovada por maioria, com a abstenção dos deputados municipais do PS.

Segundo o grupo municipal social democrata, “a ampliação do Aeroporto da Horta tem sido um gigantesco rol de promessas não cumpridas e de enganos sucessivos”, afirmou Laurénio Tavares, que deu voz ao documento.

“Em outubro de 2018, os deputados desta assembleia receberam a notícia da inscrição de um artigo sobre o aeroporto da horta na anteproposta de lei do orçamento de estado, um artigo que suscitou variadas dúvidas”, adiantou o social democrata.

Explicando que “foram pedidos esclarecimentos por parte de vários intervenientes sociais e políticos, bem como da população faialense de um modo geral, aos quais ninguém obteve resposta”.

“Este comportamento estranho motivou alertas, pois não podíamos acreditar na possibilidade de o Orçamento de Estado servir para enganar as pessoas com fins eleitoralistas”, adiantou o deputado municipal do PSD.

Por isso, o documento apresentado pelos social-democratas expressa “a sua preocupação pela falta de concretização prática, até ao momento, do artigo 77º da Lei do Orçamento do Estado para 2019”.

O grupo municipal propôs que a Assembleia Municipal da Horta “transmita o seu entendimento de que a Lei do Orçamento de Estado é um diploma de superior relevância, cujo espírito não pode ser deturpado para fins inadequados, mormente por motivos de disputa eleitoral”, afirmou Laurénio Tavares.

Por fim, o documento visa recomendar “que seja aproveitada a obra de construção das áreas de segurança RESA por parte da ANA, para em simultâneo se concretizar a ampliação efetiva da pista para, pelo menos, 2050 metros, o que exige a decisão política e o estabelecimento de uma parceria dos Governos da República e da Região e da ANA/VINCI”, concluiu.