Vasco Cordeiro valoriza anunciado reforço de efetivos policiais nos Açores

 

O presidente do Governo Regional dos Açores destacou hoje o que diz ser um trabalho “que deve continuar a ser feito” de aumento de efetivos policiais na região, valorizando o reforço em número superior ao compromisso previsto com o Governo da República.

“Há um trabalho que deve continuar a ser feito e não podemos considerar que tudo esteja resolvido”, declarou Vasco Cordeiro, falando em Ponta Delgada, no Palácio de Santana, após um encontro com o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

Antes, o ministro tinha garantido que, no caso da PSP, há atualmente 400 agentes “em formação, e uma parcela que se aproximará de 10% desse efetivo”, cerca de 40, será colocada nos Açores.

Para Vasco Cordeiro, é também necessário o “Governo da República reforçar os meios pelos quais se poderá tornar mais atrativo, para os açorianos, o ingresso nestas forças de segurança”.

Do encontro com Eduardo Cabrita saiu ainda a “ideia de reforço” que tem sido feito no âmbito da melhoria de instalações nos Açores, nomeadamente ao nível das esquadras da PSP.

“Relativamente a outras intervenções na região, registo também a atenção e o cuidado que, ao nível do Ministério da Administração Interna, tem existido num conjunto de trabalhos, uns mais adiantados que outros, em relação a estas esquadras”, concretizou o governante açoriano.

O ministro da Administração Interna está entre hoje e quarta-feira em São Miguel para um conjunto de visitas às forças e serviços de segurança nos Açores – PSP, GNR e SEF – e para a preparação do processo de descentralização de competências para os municípios, pasta também por si tutelada.

Sobre a matéria da descentralização, o presidente do Governo dos Açores diz ter saído do encontro uma “ideia de aprofundamento”, saudando o Governo da República pela iniciativa em prol do país e dos municípios.

 

MAI elogia sucesso da segurança nos Açores e assevera reforço de PSP na região

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, teceu esta terça-feira elogios aos indicadores de segurança nos Açores, sinalizando que, dos atuais 400 elementos da Polícia de Segurança Pública (PSP) em formação, cerca de 40 irão ser colocados na região.

Em declarações feitas em Ponta Delgada, depois de um encontro com o presidente do Governo dos Açores, o ministro Eduardo Cabrita destacou o papel da região autónoma no contributo para “uma das maiores vantagens competitivas que Portugal tem”, a de ser “um dos países mais seguros do mundo”.

“A segurança está associada àquilo que é o sucesso do turismo na Região Autónoma dos Açores”, prosseguiu Eduardo Cabrita, que asseverou ainda que, no caso da PSP, há atualmente 400 agentes “em formação, e uma parcela que se aproximará de 10% desse efetivo”, cerca de 40, será colocada nos Açores.

O governante sublinhou ser prioritária uma nova esquadra no município da Ribeira Grande, embora tal dependa nesta fase de um plano da autarquia, prosseguiu.

Os “trabalhos em curso” no município do Nordeste, “ações de requalificação de esquadras em várias ilhas” e o “equacionar de uma localização permanente para a PSP na ilha do Corvo” foram outros dos temas abordados na reunião com o chefe do executivo açoriano, o socialista Vasco Cordeiro.

Eduardo Cabrita está entre hoje e quarta-feira em São Miguel para um conjunto de visitas às forças e serviços de segurança nos Açores – PSP, GNR e SEF – e para a preparação do processo de descentralização de competências para os municípios, pasta também por si tutelada.

Ministro da Administração Interna é recebido hoje por Vasco Cordeiro

O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, desloca-se à Região Autónoma dos Açores, nos dias 10 e 11 de abril, para um conjunto de visitas às Forças e Serviços de Segurança na Região – PSP, GNR e SEF– e para preparação do processo de Descentralização de competências.

A deslocação inclui uma reunião com o Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro.

As visitas às Forças e Serviços de Segurança tutelados pelo Ministério da Administração Interna – Polícia de Segurança Pública, Guarda Nacional Republicana e Serviço de Estrangeiros e Fronteiras- têm como objetivo o contacto com os efetivos, o conhecimento mais direto da atividade operacional desenvolvida pelas diversas unidades, bem a auscultação sobre as prioridades e preocupações de cada serviço.

No âmbito do processo de Descentralização de competências para os municípios, Eduardo Cabrita reúne-se com os autarcas na sede da Associação dos Municípios da Região Autónoma dos Açores, em Ponta Delgada. O encontro de trabalho visa a adaptação do processo de Descentralização à especificidade das autonomias regionais, quer no que respeita às competências a atribuir aos municípios e às freguesias, quer no quadro da revisão da Lei das Finanças Locais.

PROGRAMA:

Terça-feira, 10 de abril

  • 09h00 -Visita ao Comando Regional dos Açores da Polícia de Segurança Pública
  • Local:  Rua da Alfândega, nº 1. Ponta Delgada
  • 10H10–  Visita às instalações do Comando Regional dos Açores e às instalações policiais de São Joaquim
  • 11h30 –  Reunião com o Presidente do Governo Regional dos Açores

Declaração conjunta à imprensa no final da reunião

Local: Palácio da Conceição. Rua 16 de fevereiro. Ponta Delgada

  • 15h30  – Reunião com a Associação dos Municípios da Região Autónoma dos Açores (AMRAA)

Local: Rua Carvalho Araújo, 9 – S. Sebastião. Ponta Delgada

Quarta-feira, 11 de abril

  • 09h30 –Visita ao Comando Territorial dos Açores da Guarda Nacional Republicana
  • Local: Largo Dr. Manuel Carreiro. Ponta Delgada
  • 10H10 – Visita ao quartel de serviços especializados

Local: Rua Nossa Senhora do Pilar, Fajã de Cima

  – Visita à Secção SEPNA

  – Visita à Seção de Investigação Criminal

  – Visita à Seção Cinotécnica

  • 11h00 –  Visita à Direção Regional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras dos Açores
  • Local: Rua Marquês da Praia e Monforte, 10 – Ponta Delgada
  • 16h30 –Visita às instalações do SEF no Aeroporto de Ponta Delgada

Notícias relacionadas