Ministra diz que dia foi tranquilo nos hospitais abrangidos pela requisição civil

A ministra da Saúde, Marta Temido, disse hoje que nos quatro hospitais que foram alvo da requisição civil decretada na quinta-feira pelo Governo “o dia foi tranquilo e os processos de trabalho decorreram com normalidade”.

Num balanço à imprensa esta noite a ministra recordou que o Governo decretou uma requisição civil tendo como fundamento o não respeito pelos serviços mínimos e que a requisição abrangeu quatro dos sete hospitais que estavam em greve e nos quais se tinha verificado incumprimentos dos serviços mínimos.

Marta Temido insistiu que se verificou que os serviços mínimos não estavam a ser cumpridos pelos enfermeiros em greve, e questionada pelos jornalistas disse que desconhecia a intenção de um sindicato interpor uma providência cautelar, que passou depois a um pedido de intimação, acrescentando que está tranquila em relação aos fundamentos que levaram à requisição civil.

O Conselho de Ministros decretou na quinta-feira uma requisição civil na greve dos enfermeiros em blocos operatórios em curso desde 31 de janeiro, alegando incumprimento da prestação de serviços mínimos.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial