Meio-irmão de Kim Jong-un assassinado era fonte da CIA

Kim Jong-nam, meio-irmão do líder norte-coreano Kim Jong-un assassinado em 2017 na Malásia, era fonte da Agência Central de Informações (CIA) dos Estados Unidos, noticiou hoje o Wall Street Journal.

O jornal cita “uma pessoa conhecedora do assunto” segundo a qual Kim Jong-nam se encontrou várias vezes com agentes da CIA.

Kim Jong-nam, em tempos apontado como sucessor do pai, Kim Jong-il, que morreu em 2011, foi assassinado no aeroporto internacional de Kuala Lumpur, na Malásia, em fevereiro de 2017, quando duas mulheres o atacaram com um agente nervoso, VX.