Pub
Início Economia Mário Centeno é candidato à presidência do Eurogrupo

Mário Centeno é candidato à presidência do Eurogrupo

Pub

AÇORES 9 TV EM DIRETO

Governo português apresentou hoje de manhã a candidatura do ministro das Finanças, Mário Centeno, à presidência do Eurogrupo, informa uma nota do gabinete do primeiro-ministro, António Costa.
A eleição terá lugar na próxima reunião do Eurogrupo, agendada para segunda-feira, dia 4 de dezembro.

Mário Centeno, 50 anos, natural de Olhão, Algarve, é ministro das Finanças desde 26 de novembro de 2015.

A ministra letã das Finanças, Dana Reizniece-Ozola, também formalizou a candidatura a presidente do Eurogrupo, segundo fontes governamentais citadas na imprensa da Letónia.

Candidatura de Centeno visa estabelecer consensos e “reunir todos” diz António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, salientou hoje que a candidatura portuguesa à presidência do Eurogrupo procura estabelecer consensos e “reunir todos” à volta dos desafios que a moeda única europeia enfrenta e das reformas de que precisa.

“A nossa lógica é de ajudar a contribuir para o consenso, reunir todos”, disse António Costa aos jornalistas, à margem da cimeira entre a União Europeia e a União Africana, que termina hoje em Abidjan, na Costa do Marfim.

“A zona euro sofreu muitas divisões nos últimos anos, entre famílias políticas e de diferentes regiões, e precisamos de uma Europa mais unida e mais forte, e estamos numa posição privilegiada de contribuir para isso”, disse António Costa.

Lista de candidatos divulgada 6.ª feira, Centeno deve ter rivais

A lista final de candidatos ao cargo de presidente do Eurogrupo só será divulgada na sexta-feira, mas Mário Centeno deverá ter pelo menos a concorrência dos seus homólogos da Letónia e da Eslováquia.

O Governo português já anunciou formalmente hoje, ao final da manhã, a candidatura de Mário Centeno à eleição para a presidência do fórum de ministros das Finanças da zona euro, que decorrerá na próxima segunda-feira, em Bruxelas, e foi até agora o único Estado-membro, entre os 19 pertencentes à zona euro, a assumir oficialmente a entrada na “corrida”.

Contudo, também a ministra letã Dana Reizniece-Ozola (Verdes) e o ministro eslovaco Peter Kazimir (igualmente socialista) terão apresentado as respetivas candidaturas até ao prazo limite (11:00 de hoje em Lisboa), segundo a imprensa dos respetivos país, que citam fontes governamentais.

Pub