PUB

A Secretária Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, Maria João Carreiro, presidiu na quinta-feira à sessão inaugural da Expo Açores Artesanato, que decorre até domingo no Pavilhão do Mar, em Ponta Delgada, e na qual participam 66 Unidades Produtivas Artesanais.

Conforme disse, participam, este ano, no maior evento expositivo e comercial do Artesanato dos Açores mais 12 Unidades Produtivas Artesanais do que na edição do ano passado, “no que constitui o reconhecimento e a valorização da importância deste certame, que já afirmou o seu espaço na agenda cultural e social para a mostra e venda das suas produções artesanais”.

PUB

“O Artesanato dos Açores está numa fase de afirmação e crescimento, em resposta à qual o Governo dos Açores tem respondido com investimento, compromisso e ambição”, afirmou, apelando aos açorianos para que “sejam embaixadores do Artesanato dos Açores” e para que “associem à celebração desta época natalícia o reconhecimento da arte e a criatividade dos artesãos da região”.

Maria João Carreiro elencou algumas das concretizações realizadas este ano para benefício dos artesãos dos Açores, como a abertura da loja Azores in a Box, nas Portas do Mar, o ciclo de feiras Expo Açores Artesanato, que envolveu mais de 100 Unidades Produtivas Artesanais, ou a associação a Marca Açores nas campanhas Taste Azores em Lisboa e no Porto.

“O nosso objetivo é promover as condições para elevar o Artesanato dos Açores para outros patamares de produção, reconhecimento e comercialização, incentivando a inovação, apoiando a divulgação, potenciando a circulação de bens e a economia artesanal, isto é, maximizando o impacto da marca coletiva Artesanato dos Açores na Economia Local e Regional”, explicou.

A Secretária Regional adiantou, ainda, que no próximo ano, “o Governo dos Açores vai continuar com a estratégia e o investimento público na valorização cultural e económica do Artesanato”.

Maria João Carreiro destacou, entre outras iniciativas para 2023, a criação do Azores Craft Lab – Centro Tecnológico das Artes e Ofícios “para organizar e disponibilizar aos artesãos, e ao público em geral, um espaço com equipamento técnico para formação, orientação e experiências técnicas, além da nova plataforma online do Artesanato dos Açores, cujo projeto está em fase de conclusão e vai privilegiar a divulgação e comercialização online de produtos artesanais.

Pub