Pub

O Presidente da República já tinha anunciado, a meio deste mês, que iria receber os partidos políticos até ao final de julho, início de agosto, e hoje PAN e PEV tornaram público que vão ser recebidos no Palácio de Belém na segunda-feira.

“Como fiz nos últimos anos, certamente terei audiências aos partidos políticos até ao final de julho, começo de agosto”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, no Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, em 13 de julho.

Questionado na altura sobre a aprovação do Orçamento do Estado para 2022, o chefe de Estado reiterou que está convencido de que será viabilizado, assim como o Orçamento para 2023, e declarou-se “nada preocupado” com esta matéria.

“Há meses que não tenho essas reuniões [com os partidos]. Tinha de 15 em 15 dias pela própria lógica da renovação do estado de emergência, terminaram em maio”, referiu.

Pub

Segundo o Presidente da República, “agora é altura de haver essas reuniões”, antes do “período eleitoral” das autárquicas de 26 de setembro, “que não é bom período para estar a receber os partidos”.

Marcelo Rebelo de Sousa ouviu pela última vez os partidos políticos em 27 de abril, sobre o fim do estado de emergência, decisão que depois anunciou nessa noite, fazendo cessar este quadro legal às 23:59 de 30 de abril, depois de quase seis meses consecutivos em vigência para permitir medidas de contenção da covid-19.

Pub