Pub

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assistiu hoje, durante mais de uma hora a representações culturais são-tomenses na praça Yon Gato, no centro da capital são-tomense, onde dançou, cantou e, como sempre, tirou muitas fotografias.

Marcelo Rebelo de Sousa teve assim o seu primeiro banho de multidão na visita de Estado de três dias que hoje iniciou a São Tomé.

Cumprimentou algumas dezenas de alunos, que acenavam com pequenas bandeiras dos dois países, quando chegou à praça, em frente à sede do Governo, acompanhado do primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada.

Enquanto decorria o encontro, as crianças animavam a festa: “Marcelo, cadê você? Eu vim aqui só pra te ver”, cantavam.

Após o encontro com o chefe do executivo, voltaram ambos à praça e assistiram às representações de uma dezena de grupos culturais que se encontravam ao redor da praça.

Além de tirar fotografias com os grupos, Marcelo também fazia questão de cumprimentar os populares que se encontravam na praça e chamavam por ele.

E nem escapou ao desafio de pelo menos duas são-tomenses para dançar.

A limpar o suor devido ao calor que se faz sentir neste país situado na linha do Equador, Patrice Trovoada foi questionado sobre o banho de multidão que caracteriza as visitas de Marcelo. “Estou a habituar-me”, respondeu, tentando sempre puxar o Presidente português pelo braço para apressar a visita, mas por vezes em vão.

A última representação cultural coube a um grupo em cadeira de rodas, que ofereceu um quadro ao Presidente português.

Questionado sobre se esta ação de Marcelo poderia ser já uma alavanca para a sua campanha eleitoral, Patrice Trovoada quis responder de forma séria, afirmando que não mistura “questões de Estado” com campanha.

Mas lá se ia ouvindo um ou outro são-tomense a gritar: “Patrice mais quatro anos no poder”. Ou Patrício, conforme as versões.

Pub