Pub

Lurdes Alfinete falava à saída de uma reunião com a empresa da área da construção civil, Herdeiros de Agostinho Ferreira Medeiros, Lda.

“Com esta medida, a Câmara Municipal da Ribeira Grande prescindirá deste valor nas suas receitas de IRS, na certeza de que essas famílias farão melhor uso, porque terão outra capacidade financeira, gerando movimento na economia para ter melhor Emprego e melhor qualidade de vida”, explicou a candidata socialista.

No local, Lurdes Alfinete registou, novamente, a queixa de mais um empresário acerca da falta de mão de obra.

Pub

“Dentro das competências da autarquia, o que nós podemos fazer é apostar na especialização da mão de obra através da nossa Escola Profissional e de outras parcerias na especialização da mão de obra dentro de setores que neste momento são problemáticos: a construção civil, os serviços de restauração e turismo e o setor agroalimentar”, explicou.

Lurdes Alfinete entende que a “mão de obra especializada significa uma melhor valorização do produto, sendo que um melhor produto gera melhor economia e, consequentemente, melhores salários”.

A candidata do PS reiterou que a Ribeira Grande deve assumir uma postura de “amiga do investimento”, frisando que pretende estabelecer um Gabinete de Apoio ao Empresário, uma medida “muito concreta e muito simples de operacionalizar”.

Lurdes Alfinete sublinhou que, por vezes, os empresários “não conseguem aceder a processos de candidatura, a outros meios e fundos que lhes permitam a sustentação de uma empresa”, por “falta de conhecimentos técnicos e das medidas abertas a concurso”.

Para a candidata do PS, o papel da autarquia é “ser mais um caminho para a solução, facilitador dessa informação e divulgação”, mas pode prestar também “apoio técnico de consultadoria, de viabilidade financeira, de modo a que as nossas empresas, pequenas, médias ou até grandes, possam saber que instrumentos têm à sua disposição e de que forma ganham mais vantagem nesse mercado, que nós queremos revitalizar”.

“A Ribeira Grande tem de ser ‘o’ Concelho amigo do investimento, mas o papel da autarquia deve ser facilitador e não de facilitismo. Estamos a deixar fugir o investimento. Temos de agilizar, operacionalizar, dizer que o investimento é bem vindo na Ribeira Grande. Porque atrás de cada empresa temos muitas famílias que delas dependem e as famílias são o cerne da nossa preocupação”, concluiu a candidata do PS à Câmara Municipal da Ribeira Grande, Lurdes Alfinete.

Pub