Luís Severo em residência artística nos Açores para preparar terceiro disco

O músico e compositor Luís Severo vai fazer uma residência artística nos Açores em janeiro para preparar o seu terceiro álbum de originais, foi hoje anunciado.

De acordo com uma nota do Governo Regional, Severo estará entre 04 e 12 de janeiro no Arquipélago — Centro de Artes Contemporâneas, espaço cultural que se situa na Ribeira Grande, na ilha de São Miguel.

No último dia da residência artística haverá um ‘showcase’ do músico.

Severo lançou este ano o seu segundo disco de originais, intitulado “Luís Severo”, sucessor de “Cara de Anjo”, editado em 2015, aclamado por grande parte da imprensa musical portuguesa.

Em entrevista à agência Lusa no começo do ano, o músico sustentou que o seu mais recente álbum foi composto no ano passado nos tempos livres que tinha da digressão que o levou “a muitas terras” e que lhe possibilitou comparar Lisboa, cidade central no disco, “com outros sítios”.

Quando um músico decide dar o seu nome a um álbum muitas vezes é por “serem discos ultra íntimos e ultra pessoais” e, neste disco, Luís Severo assumiu que, “ainda que em modo experimentação”, conseguiu chegar a um sítio muito seu, a um sítio “conclusivamente” seu.

“Foi um disco que exigiu muito e fiquei contentíssimo como ele ficou. Representa uma evolução muito positiva e não tenho dúvida que na minha obra este disco é um ponto importante”, referiu.