Pub

O Presidente da Assembleia Legislativa dos Açores, Luís Garcia, vai coordenar o Grupo de Trabalho da CALRE para os Desastres Naturais, na sequência da eleição pelos seus homólogos europeus, que teve lugar durante a Assembleia Plenária Anual da Conferência dos Presidentes dos Parlamentos Regionais da Europa, realizada hoje na cidade belga de Namur.

Este Grupo de Trabalho, até aqui coordenado pela Assembleia Regional de Múrcia (Espanha), “pretende analisar as políticas europeias criadas para as regiões da Europa e apontar caminhos para mitigar os efeitos das alterações climáticas e desastres naturais, que afetam cada vez mais diversas regiões da Europa, entre as quais os Açores”, explica o Presidente do Parlamento Açoriano.

Considerada uma das regiões europeias mais afetadas pelos fenómenos extremos e catástrofes naturais, “os Açores têm aqui uma oportunidade de trabalhar um tema que afeta a região diretamente”, acrescentou o Presidente Luís Garcia, na sequência dos resultados do processo eleitoral, que terminou ao fim da manhã de hoje.

Na mesma ocasião, o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, José Manuel Rodrigues, foi eleito coordenador do Grupo de Trabalho Política de Migrações e Menores não acompanhados, assumindo também a partir de agora a representação dos Parlamentos regionais portugueses no Comité Permanente da CALRE, até aqui a cargo do Parlamento dos Açores.

Esta troca acontece no cumprimento do acordo de rotatividade anual estabelecido entre os dois Parlamentos, que lhes permite partilharem a participação naquele Comité Permanente e assim acompanharem os trabalhos daquele organismo europeu de forma mais próxima e frequente.

Nesta Assembleia Plenária, o Presidente do Parlamento da Valónia e atual Presidente da CALRE, Jean-Claude Marcourt, foi também reconduzido na condução dos trabalhos, depois de ter solicitado a prorrogação do seu mandato de Presidente da CALRE por um ano, na sequência das dificuldades enfrentadas no último ano por causa da pandemia e da guerra na Ucrânia.

Pub