Pub

Após superar as meias-finais do Allianz Sintra Pro, e ver Afonso Antunes cair nessa mesma fase, o surfista do Estoril, de 26 anos, garantiu o título nacional de forma antecipada, sucedendo a Frederico Morais.

Depois de ter vencido as duas anteriores etapas, no Porto e Figueira da Foz, e com o desenrolar desta etapa na Praia Grande (Sintra), Vasco Ribeiro já garantiu os pontos necessários para ser coroado campeão nacional antecipadamente, apesar da forte oposição de Afonso Antunes, que começou a temporada com um triunfo na Ericeira.

Nas meias-finais, Vasco Ribeiro teve pela frente Arran Strong e começou forte, graças a uma onda de 9 pontos, a melhor de todo o evento, algo que o ajudou a garantir um triunfo folgado e passar a bola para o lado de Afonso Antunes, que, na segunda meia-final, teve pela frente o inspirado Halley Batista.

Após um duelo muito equilibrado, o triunfo pendeu para Halley, que ‘entregou’ o título ao surfista do Estoril.

Este é o quinto título nacional para Vasco Ribeiro, que desempata, assim, o registo que detinha em igualdade com Ruben González, passando agora a liderar de forma isolada a tabela dos surfistas com mais títulos nacionais.

Após ter conquistado o primeiro cetro da carreira em 2011, com apenas 16 anos, celebrou ainda o título nacional em 2012, 2014 e 2017.

Surfistas com mais títulos nacionais
Vasco Ribeiro – 5 (2011, 2012, 2014, 2017 e 2021);
Ruben Gonzalez – 4 (2004, 2005, 2006 e 2008)
Frederico Morais – 3 (2013, 2015 e 2020)
João Antunes – 3 (1994, 1996 e 1998)
José Gregório – 3 (1997, 2003 e 2007)

Pub