O atual pentacampeão mundial deixou o companheiro de equipa, o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) a seis segundos de distância e o alemão Sebastian Vettel (Ferrari) em terceiro, a 13 segundos, neste que foi o milésimo GP da história da F1.

Foi a 75.ª vitória do britânico no Mundial, segunda consecutiva do ano, depois de ter vencido no Bahrain.