Lara Martinho
Pub

Lara Martinho defendeu a “importância de redirecionar os programas de apoio específicos para a revitalização do setor do turismo”, considerando que foi “um dos setores mais afetados”. A deputada do PS/Açores sublinhou o “momento histórico” que se vive em termos de “acesso a fundos da União Europeia, entre os quais o Fundo de Recuperação Europeia e o Próximo Quadro Financeiro Plurianual” e lembrou, também, o “contributo que o próprio Orçamento de Estado pode dar para a recuperação do nosso País”.

A vice-presidente do Grupo Parlamentar do Partido Socialista, na Assembleia da República, que intervinha na audição do Ministro da Economia, alertou para a “situação sanitária que ainda vivemos e para a incerteza económica gerada pela pandemia, que afetou e afeta dramaticamente as nossas empresas, atingindo todos os setores, embora com diferentes níveis de intensidade”. O turismo, acrescentou, “foi um dos mais afetados e enfrenta agora grandes dificuldades, após anos de crescimento, o turismo nos Açores foi fortemente afetado, após registar o melhor ano de sempre”.

Lara Martinho realçou que “o turismo em Portugal representa cerca de 13% do PIB nacional e é a maior atividade económica exportadora. Agora, é a própria Organização Mundial do Turismo que prevê que estejam em risco 120 milhões de empregos, neste setor, a nível mundial”. A parlamentar recordou que “as medidas iniciais para conter a propagação do coronavírus, nomeadamente as restrições de mobilidade e proibições de viagens, reduziram os fluxos turísticos e que a retoma mais intensa que ambicionámos para o verão não aconteceu”.

Para Lara Martinho “as medidas de apoio do Governo, em particular as medidas de apoio à liquidez e à manutenção dos postos de trabalho, têm desempenhado um papel significativo na mitigação do impacto a curto prazo, mas é necessário continuarmos a fazer mais”, porque, como referiu, “o momento atual não é menos gravoso já que para além da sazonalidade, a pandemia está a crescer o que leva a outra redução dos fluxos turísticos”.

Em resposta à deputada do Partido Socialista dos Açores, o Ministro da Economia salientou que para além das moratórias e dos apoios à manutenção de emprego, estão a desenvolver um conjunto de medidas de estímulo à procura interna, como o IVAUCHER que irá devolver o IVA pago no 1º trimestre de 2021 em despesas de restauração, alojamento e cultura para ser utilizado nestes mesmos setores no 2º trimestre do próximo ano.

Pub