Kyriakos Mitsotakis, vencedor das eleições na Grécia, diz que “começa uma nova, mas bonita, luta”

O conservador Kyriakos Mitsotakis, que venceu hoje as eleições legislativas antecipadas na Grécia, afirmou que “começa uma nova, mas bonita, luta” e prometeu que trabalhará para dar crescimento e emprego ao país.

“Pedi um mandato forte e deram-mo com generosidade. Não defraudarei as expectativas”, disse Mitsotakis, líder do partido de centro-direita Nova Democracia, que ganhou as eleições com maioria absoluta, assinalando que “um círculo doloroso se fecha hoje”.

Kyriakos Mitsotakis, que toma posse como primeiro-ministro na segunda-feira, prometeu que o novo Governo se pautará pelos princípios da transparência e da meritocracia e anunciou que o Parlamento trabalhará durante todo o verão porque “o futuro não pode esperar”.

Com 70% dos votos contados, a Nova Democracia obteve 39,6% (158 deputados), contra 31,6% (86 deputados) do partido de esquerda Syriza, que estava no poder.

Projeções dão vitória à Nova Democracia na Grécia, com 39,8% de votos

Alexis Tsipras

As primeiras projeções de resultados das eleições de hoje na Grécia indicam uma confortável vitória para o partido conservador Nova Democracia, de Kyriakos Mitsotakis, com quase 40% dos votos.

As projeções oficiais assinalam que o partido da Nova Democracia ganhou as eleições com 39,8% dos votos contra os 31,6% de votos para o partido até agora no poder no país, o Syriza, de Alexis Tsipras.

Ainda de acordo com as primeiras projeções, o partido da Nova Democracia poderá ter conseguido um número de lugares no parlamento Grego suficiente para formar Governo sem necessitar de fazer coligação com outros partidos.

Os gregos foram hoje a votos numas eleições legislativas antecipadas em relação às quais a generalidade das previsões já apontavam o fim da experiência de quatro anos de um Governo dominado pelo partido de esquerda Syriza e pelo regresso ao poder da direita conservadora.

A ND repete a vitória registada nas eleições europeias de 26 de maio passado e nas regionais e municipais que decorreram em simultâneo, com segunda volta em 02 de junho.