Kris Kolanus e Rhiannan Iffland lideram Red Bull Cliff Diving

 

AÇORES COM ARRANQUE EMOCIONANTE

Arrancou hoje, nos Açores, a terceira etapa do Red Bull Cliff Diving World Series 2018, reunindo os melhores atletas do mundo de saltos para a água. O ilhéu de Vila Franca do Campo, na ilha de São Miguel, é o palco desta prova ímpar do calendário pela sua envolvência natural, em que os atletas se desafiam saltando diretamente da rocha. Concluídas as duas primeiras rondas, o atleta polaco Kris Kolanus foi o mais consistente, somando a melhor pontuação do dia, enquanto na competição feminina a australiana Rhiannan Iffland garantiu o comando.

Pela sétima vez consecutiva, a elite mundial dos saltos para a água reúne-se nos Açores, num dia marcado por condições meteorológicas desafiantes com algum vento a exigir a total concentração dos atletas. Por ser a única localização onde se executam saltos diretamente das rochas, esta competição celebra um autêntico regresso às origens da modalidade, sendo um momento muito ansiado por todos os atletas.

Ao longo da manhã e do início da tarde, os 14 atletas masculinos e as 10 atletas femininas concluíram as duas rondas iniciais previstas para o dia de hoje, saltando de dois pontos distintos, a partir das quais executaram saltos de diferentes graus de dificuldade.

«Estou muito feliz com o dia de hoje pois ter dois bons saltos diretamente das rochas é fantástico. Temos de lidar com o vento e com a ondulação, que são coisas que não podemos controlar e para as quais não estamos preparados», resume o americano Steve LoBue, de 33 anos, um dos atletas em destaque do dia. O atual líder do ranking, após vitória na etapa anterior que se realizou em Bilbau, foi hoje somente ultrapassado pelo atleta polaco Kris Kolanus que se posicionou na liderança da tabela classificativa. «É excelente começar a liderar, mas amanhã será o dia mais difícil, com o salto da plataforma de 27 metros», acautelou o atleta.

Outros destaques do dia foram para o mexicano Jonathan Paredes, o atual detentor do título, que encerrou o dia na terceira posição da tabela, e também Garry Hunt, o britânico seis vezes campeão mundial de Cliff Diving que, após um mau início de época, voltou hoje às boas prestações, com um quinto lugar na classificação geral.

A ausência da lenda dos saltos para a água, Orlando Duque, foi sentida pelos atletas e por todo o público no dia de hoje. O veterano, o primeiro a vencer esta competição mundial e vencedor da etapa açoriana em 2017, viu-se impedido de saltar devido a uma lesão que o afastou precocemente desta disputa.

Na competição feminina, a australiana Rhiannan Iffland demonstrou muita consistência e dominou o dia de hoje. «Terminei o dia forte e estou confiante, essa confiança vai ser determinante para amanhã», resume a campeã mundial de 2016. Apesar da forte concorrência, confiança não faltou também à atleta “wildcard” Jessica Macaulay, que surpreendeu terminando o dia na segunda posição.

Toda a ação da final dos Açores pode ser acompanhada amanhã, a partir das 13:30h (hora de Portugal Continental), na Red Bull TV em https://www.redbull.tv/live/AP-1VH2NHZ811W11/red-bull-cliff-diving-world-series, na página oficial da competição em www.redbullcliffdiving.com e ainda na antena da SIC Radical, com emissão a partir das 12 horas. Além disso, os fãs podem receber as últimas notícias, vídeos e fotografias no seu smartphone graças ao novo serviço de mensagens (Red Bull Cliff Diving Messenger Service), através das aplicações WhatsApp e Facebook Messenger.

Galeria de fotografias “Notas & Imagens” – Aqui