Juiz Carlos Alexandre tentou demover arguido de sair do MP

O juiz Carlos Alexandre disse hoje, no julgamento da Operação Fizz que tentou demover o arguido Orlando Figueira de sair do Ministério Público e que ele lhe contou ter sido abordado por Carlos Silva para ir trabalhar para Angola.

Inquirido como testemunha, o juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal disse ser amigo do arguido há 27 anos e ainda hoje acredita que aquilo que o que o ex-procurador lhe contou sobre a saída do Ministério Público (MP) e a possibilidade de ir trabalhar para o setor privado era verdade.

“Não tenho a menor dúvida que ele estava a falar verdade”, disse o magistrado, explicando que, na altura dos factos (2011/2012), Orlando Figueira estava com problemas familiares e financeiros.

Notícias relacionadas