José Manuel Bolieiro vota no Orçamento Participativo e apela à participação de todos os cidadãos

José Manuel Bolieiro

O Presidente da Câmara Municipal, José Manuel Bolieiro, votou hoje no Orçamento Participativo (OP 2018/2019) de Ponta Delgada e aproveitou a oportunidade para apelar à participação de todos os cidadãos neste processo democrático.

“Acabei de votar na edição 2018/2019 do Orçamento Participativo de Ponta Delgada. Vote também. Não deixe para os outros a sua própria decisão. Até ao dia 16, ainda é possível votar. Contamos todos consigo. O nosso desenvolvimento depende de si” – foi esta a mensagem que o Presidente do maior Município dos Açores deixou a todos os munícipes, apelando, desta forma, à participação ativa num processo que cumpre a democracia, a participação cívica.

O Orçamento Participativo de Ponta Delgada foi pioneiro nos Açores por ter caráter deliberativo e revelou-se como uma aposta ganha.

Na presente edição, estão sujeitos a votação pública, até 16 de novembro, 15 projetos, já se encontrando registados 1.962 votos.

Refira-se que, amanhã, a partir das 08h30, a equipa do OP vai estar no Mercado da Graça, onde todos os interessados podem votar presencialmente em dois dos 15 projetos do OP.

Enquanto isso, no Solmar Avenida Center, está patente, até 16 de novembro, uma exposição com os 15 projetos do OP 2018/2019, sujeitos a votação pública.

Todos os cidadãos com 16 ou mais anos podem votar em dois projetos de duas freguesias distintas e podem fazê-lo presencialmente nas 24 freguesias, online (http://op.cm-pontadelgada.pt/) e através de sms gratuito (4902).

Os projetos a votação nesta edição do OP são a  instalação de um Campo de Padel e Ginásio ao ar livre, no Livramento (75.000 euros); a colocação de placas informativas no Miradouro do Alto da Mãe de Deus, em São Pedro (2.500 euros); a cobertura da ligação entre os três edifícios da EB1/JI Livramento (75.000 euros); a construção de um recinto ao ar livre para a prática de desporto na zona dos Pastinhos, na Fajã de Baixo (75.000 euros); o reforço da iluminação da zona de impasse da Rua do Espírito Santo, na Fajã de Baixo (5.000 euros); a requalificação da Rua Nossa Senhora da Ajuda, na Covoada (75.000 euros); a requalificação do Largo do Coreto e das instalações sanitárias da Covoada (50.000 euros); a criação de um parque Infantil adaptado e a requalificação do Jardim Manuel Raposo da Fonseca, na Candelária (50.000 euros);  a criação do Granel da Cultura nas Sete Cidades (45.000 euros); a criação de um parque Infantil e a remodelação dos sanitários públicos do Largo da Igreja dos Mosteiros (75.000 euros); a instalação de Parque Infantil na EB1/JI Padre António Nunes, Remédios (25.000 euros); a criação de espaço para educação física na EB1/ JI João Francisco Cabral, na Ajuda da Bretanha (75.000 euros); a requalificação e ampliação do ginásio e criação de um parque infantil na EB1/JI de Santa Bárbara (75.000 euros); a instalação de um Parque Infantil adaptado na EB1/JI de Santo António (30.000 euros); a instalação de equipamentos de manutenção física, junto ao Miradouro dos Poços de São Vicente Ferreira (25.000 euros).

No âmbito do Orçamento Participativo  já foram executados 10 projetos, nomeadamente, a criação de espaço ao ar livre para a prática de exercício físico nos Arrifes, a Casa Mortuária na Ajuda da Bretanha (adaptação de edifício), a colocação de sinalização com horários e percursos nos locais de saída dos autocarros na Avenida Infante D. Henrique, criação de espaço verde na Avenida do Mar e de Parque Infantil e Ginásio ao ar livre no Paim, ampliação e beneficiação da casa mortuária dos Arrifes, organização do Largo do Colégio e Parque Infantil nos Ginetes e Ginásio ao ar livre nos Mosteiros.

Instalação de Binóculos nos miradouros das freguesias de Ginetes, Mosteiros e Sete Cidades e requalificação da zona das Pias das Capelas com painéis informativos são outros dos projetos já executados.