Pub

A eleição para o cargo de administrador não executivo, segundo o documento, contou com a participação de 46,57% dos trabalhadores.

As percentagens de votos obtidas pelos restantes candidatos foram: 18,98% para Ricardo Paes Mamede, 15,78% para Paulo Jorge Mendes Manso, 8,49% para Cristina Maria Pereira Cardoso, 7,82% para Rita Cristina Oliveira da Costa Silva e 6,48% para João Calisto Vaz de Matos Belo.

De acordo com o regulamento para estas eleições, a validação das candidaturas apresentadas foi efetuada pelo representante do Ministério das Infraestruturas e pelo Secretário da Sociedade TAP SGPS, tendo o fecho do lote de candidatos sido no dia 28 de maio.

Depois, os candidatos apurados beneficiaram “de um período de cinco dias (de 29 de maio a 02 de junho) para apresentação das suas candidaturas aos trabalhadores da TAP”, sendo que a eleição decorrerá na quinta-feira na intranet da empresa.

Pub

O vencedor será indicado pela República Portuguesa como administrador não executivo da TAP SGPS e proposto para eleição na assembleia-geral da TAP SGPS que designará os órgãos sociais para o próximo mandato que se inicia em 2021, marcada para 24 de junho.

Pub