Para João Henriques, conquistar os três pontos no domingo, em Ponta Delgada, é essencial para que a equipa possa olhar “de uma forma segura para o que vem nos últimos oito jogos do campeonato, que são sempre os jogos em que é mais difícil conquistar pontos”.

“Queremos atingir essa segurança, sabemos que temos capacidade para isso, é uma fase decisiva. Este último terço do campeonato é decisivo para todas as equipas”, afirmou.

João Henriques falava no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, antecipando o desafio de domingo frente ao Nacional da Madeira, equipa comandada por Costinha.

Neste encontro, o treinador espera “uma equipa que tem um treinador experiente, bem organizada e que sabe exatamente o que tem que fazer para conquistar pontos”, admitindo que o Santa Clara tem que estar atento “para um adversário que tem valores individuais” e que “coletivamente é uma equipa forte, com os mesmos objetivos”.

A equipa açoriana trabalha “para conquistar os pontos para a manutenção, mas nunca descansando após ela ser atingida” e João Henriques garante que os ‘encarnados’ não vão “ficar satisfeitos com o mínimo”.

O técnico da equipa micaelense admitiu que as condições climatéricas adversas vão “afetar, claramente, as duas equipas”, mas diz que é preciso saber ultrapassá-las, “para atingir o objetivo”.

Na primeira volta, o Santa Clara foi à Madeira vencer o Nacional por 4-0.

Os açorianos partem para a 23.ª jornada em nono lugar, com 27 pontos, seis acima da ‘linha de água’, enquanto o Nacional é 14.º, com 23.