Pub

“O principal objetivo desta candidatura é devolver a vida ao concelho, dinamizando quer a cidade, quer cada uma das suas freguesias, através de políticas que coloquem sempre as pessoas no centro das decisões”, sublinha o BE num comunicado enviado às redações.

Ana Oliveira, atleta da região, de 39 anos e técnica especialista de exercício físico, será a primeira candidata à Assembleia Municipal, acrescenta o BE.

Para o BE, “está na hora de colocar o porto e o aeroporto localizados no concelho da Praia da Vitória ao serviço do desenvolvimento económico da Terceira e dos Açores, em vez de deixar estas infraestruturas ao serviço dos interesses militares dos EUA, que estão a estrangular o potencial da Praia da Vitória”.

O processo de descontaminação de água, solos e subsolos, que “se encontra estagnado e que foi remetido ao esquecimento nos últimos tempos com o pretexto da pandemia, é uma das grandes preocupações desta candidatura”, salienta o comunicado do Bloco de Esquerda.

Pub

A candidatura do BE à Câmara Municipal da Praia da Vitória garante ainda que “irá ter uma postura de exigência perante todos os poderes e instituições envolvidas nesta matéria, para que sejam dados passos concretos e calendarizados para a reabilitação ambiental e para a mitigação dos problemas de saúde pública gerados pela contaminação provocada pela utilização militar da ilha Terceira pelos EUA ao longo de décadas”.

A aposta na Cultura será também “uma das marcas” desta candidatura do Bloco de Esquerda, na defesa de “uma cultura plural e itinerante”, assim como o apoio às famílias e às empresas “na resposta à crise provocada pela pandemia” de covid-19, “uma das prioridades do Bloco de Esquerda na Praia da Vitória”.

A autarquia da Praia da Vitória tem como presidente Tibério Dinis e vice-presidente Carlos Costa, eleitos pelo PS.

A composição da Câmara Municipal da Praia integra ainda mais três vereadores do PS e dois do PSD.

As eleições autárquicas têm de ser marcadas pelo Governo para entre 22 de setembro e 14 de outubro.

Pub