Pub

Jessica Pacheco defende que a autarquia da Ribeira Grande pode fazer mais pelo bem-estar animal, através do aumento dos apoios às associações de proteção dos animais, do reforço das campanhas gratuitas de esterilização e de colocação de chip, e da promoção de mais campanhas de adoção.

“O bem-estar animal tem que ser mais do que apenas palavras, tem que passar a ser uma realidade”, disse a candidata do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal da Ribeira Grande numa visita ao Centro Oficial de Recolha de Animais do concelho.

Jessica Pacheco frisa que, particularmente sobre os gatos, é possível fazer muito mais, através da implementação de projetos de captura, esterilização e devolução de gatos assilvestrados.

“As colónias de gatos são uma realidade, por isso a autarquia deve acompanhar a evolução e garantir soluções como a criação de abrigos, promovendo a sua proteção e conforto”, ao mesmo tempo que previne a reprodução descontrolada.

Pub

A candidata do Bloco lamenta que o Centro de Recolha Oficial da Ribeira Grande esteja ainda sem médico-veterinário a tempo inteiro, mas ficou a saber que já foi aberto concurso e que a vaga será preenchida a partir de outubro. Jessica Pacheco considera que era muito importante colmatar esta falha.

“Sem um veterinário a tempo inteiro não é possível dar resposta às várias situações que surgem”, alerta Jessica Pacheco.

O Bloco de Esquerda tem tido uma atitude vigilante e proativa na defesa dos animais no concelho, tendo, apenas nos último dois meses, efetuado três denúncias de situações graves de animais abandonados, feridos e até já mortos à autarquia.

“Todos nós temos a responsabilidade perante as questões de bem-estar animal, mas a autarquia, aqui, tem de ser exemplar”, concluiu a candidata do Bloco de Esquerda.

Pub