Pub

O investigador britânico Justin Pearce considerou hoje à Lusa que a empresária angolana Isabel dos Santos dificilmente vai a julgamento em Luanda porque vai evitar entrar em qualquer país que tenha acordo de extradição com Angola.

“Ela claramente tem acesso a excelentes advogados, e acho que vai ser muito cuidadosa e não entrar em qualquer país com o qual Angola tenha um acordo de extradição”, disse o académico, vincando que o problema põe-se também do lado de Angola.

Em entrevista à Lusa para comentar a divulgação de documentos sobre os negócios da empresária angolana Isabel dos Santos, no âmbito do caso conhecido como ‘Luanda Leaks’, o professor especializado em política angolana e moçambicana disse que “a falta de capacidade de acusação em Angola é o maior desafio para o Estado na construção destes casos judiciais”.

Pub