Impulsionar a mobilidade elétrica é um “desafio que se constitui uma prioridade estratégica” para o Governo dos Açores

A Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo destacou hoje, em Ponta Delgada, o trabalho que o Governo dos Açores tem vindo a desenvolver para impulsionar a mobilidade elétrica no arquipélago, enquanto “desafio que se constitui uma prioridade estratégica”.

Marta Guerreiro falava na sessão de abertura do VI Encontro com a Eficiência Energética (VI EEE), subordinado ao tema da Mobilidade Elétrica, onde foram também apresentadas as linhas gerais do Plano para a Mobilidade Elétrica nos Açores (PMEA) para o período 2018-2024.

“Queremos que estas iniciativas sejam o mais participadas possível, fazendo com que a transmissão de conhecimento seja uma ferramenta importante no que diz respeito ao planeamento da nossa Estratégia Energética Regional”, frisou Marta Guerreiro.

Segundo a governante, para que a mobilidade elétrica seja mais efetiva na vida de cada Açoriano é necessário um trabalho de sensibilização e divulgação, como é exemplo a iniciativa hoje realizada, enquanto “uma mais valia na partilha e no esclarecimento de informações sobre este tema de relevância no nosso arquipélago”.

“Não temos dúvidas dos impactos positivos que os veículos elétricos vão trazer à operação do sistema elétrico dos Açores, bem como a potencial sinergia com a produção de eletricidade a partir de fontes de energia renováveis e endógenas, o que faz com que a mobilidade elétrica seja, atualmente, o meio mais eficaz para a promoção da sustentabilidade no setor dos transportes terrestres, sem recurso a combustíveis fósseis”, afirmou a Secretária Regional.

O VI EEE pretendeu sensibilizar, debater e divulgar as melhores práticas associadas à eficiência energética através da mobilidade elétrica, uma estratégia prioritária da política regional pelas melhorias económicas e ambientais que lhe estão associadas, permitindo que os Açorianos tenham uma mobilidade limpa, segura, confortável e a custos reduzidos.

Na sua intervenção, Marta Guerreiro recordou que, desde o início dos encontros e para além da Mobilidade Elétrica, já foram abordadas diversas temáticas com vários focos, nomeadamente Indústria, Agricultura, Florestas e Pescas; Edifícios Públicos; Sistemas de Incentivo; Comunidades de Energia e Contratos de Desempenho Energético.

O PMEA constitui a base das medidas a implementar nos Açores com vista à adoção da mobilidade elétrica, encontrando-se em consulta pública até 20 de novembro.

O documento pode ser acedido pelo Portal do Governo dos Açores em http://www.azores.gov.pt/Gra/sreat-dre/conteudos/destaques/2018/Outubro/PMEA-08-10-2018.htm.