Pub

Iniciativa visou aproximar os peregrinos da imagem, com maior segurança

Pela primeira vez a imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres esteve em veneração no adro da Igreja do Convento da Esperança num sábado de manhã.

Esta foi a segunda grande novidade do programa da festa, que este ano voltou a realizar-se depois de dois anos de suspensão devido à pandemia. Habitualmente, dezenas de penitentes de joelhos percorrem o Campo, desde a madrugada de sábado até à hora do almoço. A esta hora, a imagem recolheu ao Convento, de novo e fazem-se já os tapetes de flores no chão, característicos desta festa. Hoje será apenas o Campo de São Francisco a ser enfeitado.

Após a missa em São José, a imagem que durante toda a noite esteve em Vigília, foi levada para o adro da Igreja. À tarde, às 16h30, a Imagem voltará a sair para cumprir a Procissão do Campo passando em frente à Guarda de Honra prestada por uma companhia do Exército e Banda da Zona Militar dos Açores (16h45), com salva por uma corveta da Marinha e sobrevoo por uma aeronave da Força Aérea.

Às 17h45 haverá a alocução do Cardeal D. José Tolentino Mendonça, mantendo-se a Imagem no adro, até às 22h00, altura em que seguirá de novo, para a segunda noite de vigília em São José.

A procissão e a alocução do prelado madeirense podem ser seguidas em direto na página do Facebook do Igreja Açores.

Esta manhã D. José Tolentino presidiu a uma missa que foi participada pela comunidade religiosa que habita no Convento da Esperança e pela Irmandade do Senhor Santo Cristo dos Milagres.

Pub