Pub

“Os resultados de domingo, para a Iniciativa Liberal, atendendo a ser a primeira participação [nas eleições autárquicas em Ponta Delgada], podemos considerar positivos. Elegemos um deputado para a Assembleia Municipal e, para a Junta de Freguesia de São José, elegemos também um elemento para assembleia”, afirmou à agência Lusa.

Nas autárquicas de domingo, a Iniciativa Liberal foi a quarta força mais votada na eleição para a Câmara de Ponta Delgada, a única a que apresentou candidatura na Região Autónoma, conseguindo 2,77% dos votos, ligeiramente abaixo do BE, que conquistou 2,78%.

“Em relação à Câmara, ficamos um pouco aquém. Esperávamos mais um pouco. Mas, para um partido que tem a primeira experiência é positivo”, assinalou Luís Quental.

Na Assembleia Municipal (AM) de Ponta Delgada, a Iniciativa Liberal foi a novidade da noite eleitoral.

O partido conseguiu eleger um deputado municipal pela primeira vez – obteve 3,32% dos votos, afirmando-se como terceira força política.

“Percebemos que as pessoas querem a mudança, ainda não foi concretizada na medida daquilo que se esperava, mas consideramos uma experiência positiva. Agora é continuar o trabalho e consolidar a nossa presença a nível autárquico”, acrescentou o liberal.

O PSD conquistou no domingo a maioria na Câmara de Ponta Delgada, a maior autarquia dos Açores, que o partido lidera há 28 anos, com a eleição do deputado regional Pedro Nascimento Cabral para presidente do município.

A candidatura do PSD obteve 48,68% e cinco mandatos na Câmara, segundo os dados finais disponibilizados no ‘site’ do Ministério da Administração Interna (MAI).

O segundo partido mais votado foi o PS e a candidatura encabeçada por André Viveiros, com 37,33% dos votos e quatro mandatos, tendo o BE ficado em terceiro lugar, com 2,78% dos votos.

Pub