Henrique Nicolau do CDOL venceu Desafio Vertical na Lagoa

Seja o primeiro a partilhar esta notícia

A Serra de Água de Pau recebeu, ontem, o evento de trail running, competição e lazer Desafio Vertical 0/947, numa experiência inovadora para os amantes da modalidade que puderam percorrer os trilhos do concelho, ligando o nível do mar ao segundo ponto mais alto da ilha de São Miguel, o Pico da Barrosa.

Este evento, único do género na ilha, teve uma organização conjunta do Morcegos Trail Clube e da Câmara Municipal de Lagoa.

A prova possibilitou aos participantes começarem junto ao mar no cenário idílico da Baixa da Areia (0 metros de altitude) e, acedendo pela linha de água e caminhos antigos até ao topo do Monte Santo.

Passaram, depois, pelos trilhos pedestres da rota da água e por algumas propriedades privadas, chegando ao destino final, o Pico da Barrosa (947mts de altitude).

Com as condições atmosféricas a favor, os participantes saíram de forma sequencial (com partidas de 30 em 30 segundos). Estiveram representados, neste desafio, todos os clubes que têm a modalidade na ilha de são Miguel.

O trajeto perfez um total de 11,5 km, tendo sido percorrido pelo primeiro lugar em 1h20s. Na geral individual masculino, venceu o atleta Henrique Nicolau, do Clube Desportivo Operário de Lagoa, seguido de Rodrigo Vieira, do Morcegos Trail Clube (1h22s) e de Paulo Miranda, do HL Runners (1h23s).

No feminino, Maria João Silva, do Atlético Desportivo de São Pedro, foi a vencedora da prova, com 1h43s. Em segundo lugar, ficou Odete Braga, do Clube Desportivo Operário de Lagoa (1h46s) e em terceiro Cidália Dutra, do Morcegos Trail Clube (1h50s).

Na geral por equipas, o Morcegos Trail Clube subiu ao lugar mais alto do pódio, seguido do HL Runners e do #letsrunazores.

Houve, ainda, uma segunda prova de dificuldade mais reduzida, de 7,5 km, com partida na Baixa d’ Areia e chegada junto ao polidesportivo de Água de Pau.

O trajeto passou por trilhos circundantes à vila, num desafio moderado que pretendeu promover a modalidade e proporcionar também a participação lúdica aos praticantes ocasionais.

Por último, houve uma prova de 2 km, destinada a jovens entre os 9 e 16 anos de idade, onde participaram cerca de dezena de jovens.

Na ocasião, Verónica Almeida, chefe de gabinete da Presidência, em representação da Câmara Municipal de Lagoa, agradeceu a organização por escolher a Lagoa para a realização desta prova, num desafio vertical, que representa, efetivamente, a imagem do desporto na Lagoa, a lógica métrica 0/947, que representou os 947 metros que se subiu para se chegar ao Pico da Barrosa, o local mais alto deste concelho, numa competição onde se pretende também incutir a atividade física como fundamental para uma vida saudável.

Por outro lado, salientou ainda a importância deste género de provas para a promoção turística do concelho, aliando o desporto à visualização daquilo que melhor temos na Lagoa em termos de Natureza, através dos nossos trilhos, que representam também aquilo que carateriza os Açores.

De referir que, a vila de Água de Pau acolheu a chegada dos participantes com um convívio final, onde foi servida uma refeição aos atletas, em clima de descontração e troca de opiniões.