PSD/Açores condena secretário da Saúde por faltar ao plenário mas falar aos jornalistas

O líder parlamentar do PSD na Assembleia Regional, Luís Maurício, condenou hoje a atitude do secretário regional da Saúde, Rui Luís, que alegou estar doente para não ir ao parlamento, mas depois falou para os jornalistas.

“Ora, o PSD entende que isto é um desrespeito para com o parlamento, é uma atitude que nada tem a ver com as boas práticas deontológicas e com a ética e, portanto, condena publicamente esse posicionamento do senhor secretário regional”, criticou o deputado social-democrata, recordando que o PSD cancelou um debate de urgência marcado para esta semana, exatamente por causa do estado de saúde do governante.

Luís Maurício entende que, se o secretário da Saúde “não se encontrava em condições de saúde” para estar na Assembleia e para discutir com os parlamentares a situação clínica que se vivia no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, “também não teria condições para fazer as declarações” aos órgãos de comunicação social.

“Nós atuámos de boa fé e entendemos que essa atitude por parte do secretário regional não tem nada a ver com a boa fé e com os princípios éticos que se exigem a um responsável pelo governo”, insistiu o líder parlamentar dos sociais-democratas açorianos.

Rui Luís foi entrevistado na terça-feira pela Antena 1/Açores, por telefone, a propósito das soluções encontradas para resolver a suspensão de cirurgias programadas no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada.

Esclarecimento sobre comunicado do PSD/Açores sobre as declarações do SRS no âmbito da RCCI

Tendo em conta as afirmações do PSD/Açores sobre o cancelamento de um debate de urgência sobre a Saúde, bem como sobre as declarações do Secretário Regional da Saúde, o Secretário Regional Adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares esclarece o seguinte:

1. O Secretário Regional da Saúde, Rui Luís, não tem desenvolvido agenda pública devido a um pequeno problema de saúde, mas continua a trabalhar e a acompanhar o trabalho diário dos setores que tutela na área da Saúde.

Esses motivos de saúde condicionaram a sua presença no Parlamento dos Açores, durante a sessão plenária desta semana, devido aos exames complementares que está a fazer.

2. O Secretário Regional da Saúde foi contactado, telefonicamente, por dois jornalistas para prestar declarações à Comunicação Social sobre situações ocorridas no Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada e achou por bem prestar os esclarecimentos solicitados, para melhor informar os cidadãos e os utentes daquele hospital sobre as medidas que estão a ser tomadas.

3. Julgamos que desta atitude de esclarecimento às perguntas colocadas por telefone não se poderá depreender qualquer tipo de atitude menos correta ou qualquer desrespeito pela Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores ou pelo Grupo Parlamentar do PSD/Açores, que merece todo o respeito e consideração, como qualquer outro partido político da nossa Região, mantendo-se a postura de boa-fé, respeito e lealdade institucional que sempre pautou a atuação do Governo dos Açores.