Pub

A ilha Graciosa, nos Açores, é a primeira ilha verde “By CTT”, ficando dotada de um novo Centro de Entrega 100% elétrico, que vai cobrir 1.800 domicílios, anunciou hoje a empresa.

O novo Centro de Entrega 100% elétrico, inaugurado terça-feira, vai permitir a distribuição de correio e encomendas pelos CTT, que “passa assim a ser efetuada sem recurso a emissão de poluentes”.

“Com quase 1.800 domicílios, os CTT percorrem anualmente mais de 70 mil quilómetros na Graciosa, com uma frota adaptada às necessidades da ilha, pelo que este investimento na mobilidade elétrica é mais uma prova do compromisso da empresa na transição para formas de transporte mais sustentáveis, uma ambição que pretendemos expandir a outros centros do continente e ilhas”, referem os CTT em nota de imprensa.

De acordo com os CTT, para “além de todas as vantagens ambientais, a aposta nos veículos elétricos de uso profissional torna mais confortável a condução de carteiros e expedidores que percorrem diariamente vários quilómetros ao serviço dos CTT”.

“Neste momento, contamos já com três centros de entrega totalmente elétricos: Arroios e Junqueira, em Lisboa, e em Porto Santo, na Madeira”, refere a empresa.

Os CTT adjudicaram recentemente um lote de 73 veículos totalmente elétricos para reforçar vários dos seus centros de entrega, concretizaram a encomenda de 82 motociclos 100% elétricos e assinaram um acordo com a Citroën para a entrega de 160 AMI Cargo.

Os CTT empregam 12.015 pessoas em Portugal, país onde opera com 2.356 Pontos CTT e mais de 5.000 agentes ‘Payshop’.

Em 2021, os CTT obtiveram rendimentos operacionais de 848 milhões de euros e um resultado líquido de 38,4 milhões de euros.

Nesse mesmo ano, os CTT transportaram 484,6 milhões de objetos de correio endereçado e 73,8 milhões de objetos expresso, tendo Espanha representado 45,9% das receitas do segmento Expresso e Encomendas.

 

OUÇA OS 3 CANAIS DE RÁDIO DA AÇORES 9 RÁDIO
Açores 9 Rádio

Açores 9 Rádio Anos 70/80

Açores 9 Rádio Anos 60

Pub