Governo tem implementado respostas adequadas e possíveis no setor da Educação e estão preparadas medidas para os próximos tempos  

“Vivemos tempos completamente diferentes que exigem respostas excecionais e tem sido notória a preocupação e preparação do Governo dos Açores para responder às exigências que se colocam no setor da educação, também muito afetado pela pandemia mundial provocada pelo Covid-19”, afirmou Sónia Nicolau, depois da audição do Secretário Regional da Educação, Cultura  e Desporto, na Comissão de Assuntos Sociais.

A deputada do Grupo Parlamentar do PS/Açores defendeu que no atual contexto em que vivemos – “que não é especifico da Região, de Itália, de França ou da China, mas sim do mundo inteiro” – não é normal exigir respostas imediatas que possam ser implementadas, nem “tão pouco exigir que se anuncie agora um calendário para o próximo ano letivo, quando ainda não se sabe como vai evoluir esta epidemia mundial”.

“As soluções mistas apresentadas pelo Governo Regional, que passaram pelas plataformas da televisão, da internet e do contacto telefónico, são uma resposta possível para garantir a equidade no acesso à educação. Há que ter em conta que a ausência de atividades educativas para os alunos será sempre prejudicial para o seu desenvolvimento, pelo que é positivo a formação a ser desencadeada a professores, pais e alunos para uma melhor resposta”, sublinhou. 

Sónia Nicolau faz um balanço positivo da audição do Governante, considerando que foram apresentadas todas as medidas já implementadas e as que estão previstas para os próximos tempos: “O Governo agiu de forma preventiva e age com iniciava estratégica, pelo que tem sido muito sensata a gestão que o executivo açoriano tem feito das necessidades especificas e das respostas que vão ser dadas, não só aos alunos, em termos de equipamentos para trabalho, mas também à classe docente”.