Pub

O Governo dos Açores pretende transferir para as autarquias parte da receita total do Imposto sobre Valor Acrescentado (IVA) cobrado na área do turismo, anunciou hoje o presidente do executivo, José Manuel Bolieiro.

“O Governo [Regional] quer propor fazer participar o poder local dos Açores nas receitas do chamado IVA turístico. Estamos a propor, para submeter depois ao parlamento, uma solução que permita passar essa receita turística como receita para o nosso poder local”, declarou José Manuel Bolieiro, na ilha do Pico, após uma reunião com o presidente da Associação de Municípios dos Açores (AMRAA).

O líder do executivo açoriano (PSD/CDS-PP/PPM) avançou que o Governo vai apresentar um projeto de decreto legislativo na Assembleia Legislativa Regional para efetivar aquela transferência de IVA.

Segundo informação disponibilizada pelo executivo, o Governo Regional pretende afetar aos municípios “um valor fixo, anual, de 7,5% da receita total do IVA cobrado na região, nos setores do alojamento, restauração, comunicações, eletricidade, água e gás”.

Segundo Bolieiro, a transferência vai representar um “valor superior a 1,2 milhões de euros” para as autarquias.

“[Vamos] assegurar um pagamento retroativo, cerca de um 1,1 milhões relativo às receitas de 2020 e 2021. Também com uma negociação, como fizemos com a taxa variável do IRS, para pagar esses retroativos, mas depois, a partir do Orçamento do Estado e com a receita relativa a 2022, passa a ser uma transferência direta para os municípios”, acrescentou.

Na ocasião, o presidente da AMRAA, José António Soares, enalteceu os “compromissos cumpridos” pelo presidente do Governo dos Açores.

“Ainda vamos ter oportunidade de aferir, mas é realmente bem-vindo para todos os municípios da nossa região. Da nossa parte, é congratularmo-nos”, declarou o social-democrata, a propósito do anúncio do executivo.

Pub