PUB

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas manifestou hoje, em Santa Cruz das Flores, a inteira disponibilidade do Governo dos Açores para continuar a colaborar com os diferentes níveis do poder local, com vista a assegurar mais e melhor desenvolvimento para as freguesias, vilas e cidades de cada uma das ilhas.

Ana Cunha, que falava na inauguração do parque de lazer ‘Boavista’, frisou que esta é mais uma obra que dá nota da preocupação do Governo Regional com a qualidade de vida dos Açorianos, assumindo o compromisso de rentabilização dos recursos da Região.

“Esta foi uma empreitada da responsabilidade da Câmara Municipal, que contou, desde o início, com o apoio e cooperação do Governo dos Açores”, afirmou.

PUB

“Fomos parceiros no projeto e na vontade de fazer mais e melhor pelos Florentinos e pelos Açores. Se cada um de nós fizer o seu melhor, os Açores serão o reflexo disso”, frisou Ana Cunha, acrescentando que “é na zona mais ocidental dos Açores que nos encontramos a fazer o que melhor sabermos: tornar os Açores num sítio ainda mais bonito para viver e visitar”.

A Secretária Regional salientou que o projeto de requalificação da área envolvente ao topo sul do Aeródromo das Flores deu outra dinâmica a este espaço, com a criação do parque agora inaugurado, que veio dotar a Vila de Santa Cruz de um novo espaço verde e de lazer, tirando também partido da vista para o Corvo, para a vila e para a costa sul das Flores.

“A localização do parque é, por si só, privilegiada, pois situa-se no extremo sul desta vila, muito próximo do centro, de museus e de escolas”, sublinhou Ana Cunha, adiantando que é “onde estão aqueles que acreditamos serem os maiores beneficiários deste novo espaço na prática de atividades lúdicas e de lazer, bem como para a prática de desporto”.

A criação de diferentes zonas é o resultado da modelação do terreno de 9.000 metros quadrados, cedido pelo Governo dos Açores, e da sua organização em patamares, delimitados por muros tradicionais em pedra de basalto.

O projeto contemplou áreas de relvado e plantação, bem como zonas de miradouro e de estadia, de merendas, de parque infantil e de desporto, aliados à preservação da memória do Boavista Sport Clube, um ‘skate park’ e uma zona para a prática de jogos tradicionais (bilro, pião, ferradura, entre outros), enquanto o edifício de apoio existente passa disponibilizar instalações sanitárias.

“A dinamização do Parque da Boavista na interação entre as diferentes faixas etárias foi uma preocupação conjunta das entidades envolvidas, tentando criar também um ponto de encontro para todos os habitantes da ilha que dele queiram usufruir”, afirmou Ana Cunha, salientando que o projeto também é destinado a todos os que visitam a ilha, para que, “venham eles de onde vierem, possam também deslumbrar-se com a vista sobre a costa da ilha, a Vila de Santa Cruz e a ilha do Corvo”.

Pub