Pub

O Governo dos Açores decidiu lançar um concurso público para remodelar e ampliar o matadouro do Pico por um preço base de 4,3 milhões de euros e prazo de execução de 18 meses, revela hoje o Jornal Oficial.

O valor previsto para o procedimento, a cargo da Secretaria Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, “inclui a construção civil, central de água quente, instalações frigoríficas e isotermia e equipamentos de processo, com o prazo máximo de execução de 18 meses [um ano e meio]”, descreve-se na publicação.

As obras de remodelação e ampliação do matadouro do Pico pretendem “o aumento da capacidade da abegoaria e do frio, incorporando soluções específicas relativas à prossecução dos objetivos ambientais e em matéria de alterações climáticas”.

A Resolução do Conselho do Governo publicada no jornal oficial autoriza a secretaria regional a lançar o concurso público, aprovar as peças do procedimento e designar o júri, bem como outras formalidades relacionadas com o concurso.

O executivo de coligação PSD/CDS-PP/PPM refere que, “com o objetivo de assegurar níveis de qualidade, segurança e excelência alimentares, que caracterizam as produções regionais, o Governo Regional tem vindo a realizar importantes investimentos nas infraestruturas de abate”.

A intenção é “criar condições para reter, na Região Autónoma dos Açores, as mais-valias resultantes da preparação e processamento das carcaças”.

“Numa ótica de permanente melhoria da rede regional de abate, afigura-se necessário proceder a novos investimentos, que visem a construção de novas unidades de abate, ou o melhoramento das existentes, cuja conceção acompanhe, para além da evolução das exigências do mercado, os condicionalismos legais sobre a matéria, entre os quais os relativos à higiene e segurança alimentar, tratamento de subprodutos, bem-estar animal, prossecução de objetivos ambientais e alterações climáticas”, acrescenta.

Pub