Governo dos Açores lança campanha de incentivo à doação de sangue por jovens

Lúcio Rodrigues, Diretor Regional da Juventude

O Governo dos Açores lançou, através da Direção Regional da Juventude, a campanha ‘Dar Sangue’, com o objetivo de incentivar os jovens a aderirem à doação.

Na sessão de apresentação desta iniciativa, que decorreu quinta-feira na Horta, Lúcio Rodrigues destacou “a vontade que os jovens demonstram em participar na nossa vida coletiva”, salientando tratar-se de “um ato nobre e anónimo, que pode salvar vidas”.

Trata-se de uma campanha de âmbito regional, realizada pela Direção Regional da Juventude, em parceria com a Direção Regional da Saúde, o Hospital da Horta, a Escola Secundária Manuel de Arriaga e a Associação de Dadores de Sangue do Hospital da Horta.

“Creio que hoje damos, aqui, um significativo passo em frente no que toca ao despertar de consciências para a doação, uma vez que despertamos nos jovens esse espírito solidário, rejuvenescendo, em simultâneo, a base de dadores”, sublinhou o Diretor Regional da Juventude.

Lúcio Rodrigues recordou a “importância e a prioridade que o Governo dos Açores e o Serviço Regional de Saúde dão a esta temática”, realçando a “estabilidade e a consistência da base de dadores regionais, o que permite salvaguardar a sustentabilidade dos bancos de sangue e planear o futuro”.

“É graças à boa vontade destas pessoas, ao seu altruísmo, que salvamos muitas vidas humanas na Região”, enalteceu.

Para Lúcio Rodrigues, “dar sangue constitui-se também como uma participação cívica dos jovens”, contribuindo para a sua “responsabilização perante a sociedade”.

A primeira fase desta campanha consiste num vídeo de sensibilização “concebido no âmbito das atividades extraescolares de um grupo de jovens do 11.º ano da Escola Secundária Manuel de Arriaga, que será emitido pela RTP/Açores”, adiantou.

Lúcio Rodrigues acrescentou que a segunda fase deste projeto, que irá decorrer por toda a Região, consistirá na recolha de sangue propriamente dita e “irá realizar-se durante o ano letivo de 2020-2021”, uma data “adiada devido à crise pandémica da COVID-19”.

“Apesar disso, não desistimos, estamos cá e continuaremos a sensibilizar a juventude açoriana para as boas causas, naquele que é um trabalho que muito nos orgulha”, afirmou o Diretor Regional.