Pub

O secretário da Agricultura e Desenvolvimento Rural do Governo dos Açores, António Ventura, revelou hoje que a agricultura representa 6,8% do Produto Interno Bruto (PIB) da região, “quatro vezes mais” do que acontece no continente português.

Segundo uma nota disponibilizada na página da internet do executivo açoriano (PSD/CDS-PP/PPM), António Ventura enalteceu a importância do setor agrícola para a economia do arquipélago.

“O contributo da agricultura para o Produto Interno Bruto (PIB) dos Açores é de 6,8%, que compara com 1,5% do setor no total do continente – mais de quatro vezes mais”, lê-se no comunicado.

Na apresentação da Feira Agrícola e Comercial do Faial, o secretário regional destacou que o atual momento dos agricultores está marcado por “influências externas”, como a pandemia da covid-19, a guerra na Ucrânia e a crise sismovulcânica em São Jorge.

“Este momento é o momento em que se diz aos açorianos, em que se diz a Portugal e em que se diz à Europa que nos Açores nós produzimos agroalimentos de qualidade. Mas não é uma qualidade higiossanitária simplesmente. É uma qualidade nutricional”, declarou.

Ventura defendeu que a região tem ainda um “caminho” a percorrer para alcançar a “progressiva autonomia alimentar”.

“Se há coisas que aprendemos com as crises é que somos pobres se não produzimos alimentos. Muito pobres. Uma região ou país que não produza alimentos é pobre”, assinalou.

O secretário regional definiu a agropecuária como uma “condição existencial” devido à “função produtiva de alimentar as pessoas”.

“Ninguém consegue ir ao teatro, ir ao futebol ou estar aqui nesta sala de estômago vazio. Ou se consegue é só um bocadinho porque o estômago começa a dar horas, como se costuma dizer”, afirmou.

A Feira Agrícola e Comercial do Faial prevê a organização de concursos, exposições e eventos gastronómicos, e vai decorrer entre 20 e 22 deste mês.

Pub