Pub

A Secretária Regional da Saúde anunciou hoje, na Assembleia Legislativa, na Horta, que está em curso a emissão do primeiro lote de Vales Saúde, permitindo que utentes dos três hospitais da Região façam a sua cirurgia em entidade privada convencionada.

Teresa Machado Luciano adiantou que este primeiro lote consiste em 96 vales e visa suportar a recuperação da atividade, no âmbito da crise de saúde pública suscitada pela pandemia.

A emissão abarca seis especialidades cirúrgicas, designadamente Cirurgia Plástica e Reconstrutiva, Cirurgia Vascular, Neurocirurgia, Oftalmologia, Ortopedia e Urologia, num valor global superior a 185 mil euros.

No que se refere aos procedimentos, a emissão contempla cirurgia da catarata, cirurgia às varizes, substituição total da anca e do joelho, cirurgia à hérnia discal lombar, correção de incontinência urinária por pressão e cirurgia ao túnel cárpico.

Estas cirurgias ficarão a cargo da Clínica do Bom Jesus, única entidade convencionada na Região, obedecendo à necessidade de restringir as deslocações ao exterior, onde a situação epidemiológica é diferente.

Os utentes abrangidos começarão a ser contactados no decurso desta semana, para que se cumpram as formalidades pré-operatórias, após as quais a entidade convencionada agendará as datas para a realização de cirurgia.

Neste momento, está já a ser preparada a segunda emissão de Vales Saúde, tendo em consideração as necessidades e a capacidade das entidades com as quais o Serviço Regional de Saúde tem convenção.

O orçamento para o programa Vale Saúde foi reforçado em dois milhões de euros, este ano, para suportar a recuperação da atividade, no âmbito da crise de saúde pública desencadeada pela pandemia.

Pub