Governo dos Açores atribui apoios a todos os candidatos à mais recente edição do programa de recuperação de habitação degradada na ilha das Flores

A Secretária Regional da Solidariedade Social formalizou hoje, em Santa Cruz das Flores, a atribuição de oito apoios à recuperação de habitação degradada, num montante de investimento do Governo dos Açores de cerca de 110 mil euros que responde a todas as candidaturas apresentadas em 2017.

“Estamos a falar de 17 pessoas que vão beneficiar destas melhorias, ou seja, respondemos à totalidade dos candidatos de ambos os concelhos da ilha das Flores, nomeadamente Santa Cruz e Lajes”, destacou Andreia Cardoso, adiantando que estes apoios abrangem cinco freguesias.

“No caso dos apoios atribuídos hoje, o apoio público é superior a 100 mil euros, sendo os montantes atribuídos conforme as caraterísticas socioeconómicas e demográficas do agregado familiar e das obras a realizar, as quais são, naturalmente, diferentes de imóvel para imóvel”, acrescentou a Secretária Regional.

Andreia Cardoso frisou que estes apoios atribuídos pelo Executivo açoriano cumprem uma dupla função, já que, “além da mais-valia que resulta na melhoria das condições de habitabilidade para as famílias, apresenta outras componentes de grande relevância, nomeadamente a da reabilitação urbana, ou seja, a preservação e recuperação do património edificado e, por conseguinte, a criação de condições para a fixação das pessoas nos seus locais de origem”.

A titular da pasta da Solidariedade Social relembrou, na ocasião, que se trata de “um apoio muito importante para as famílias em maiores dificuldades, não se podendo ignorar, igualmente, que se trata de um investimento fundamental no apoio à fileira da construção civil e do imobiliário da ilha das Flores”.

Na sua intervenção, a Secretária Regional destacou ainda que “o investimento de 4,3 milhões de euros na recuperação de habitação degradada, só nesta legislatura, representa a aposta inequívoca deste Governo na melhoria das condições habitacionais das famílias açorianas de toda a Região”.