Governo diz ser “erro profundo” posição de BE, PCP e PEV de ignorarem o que já mudou nas políticas laborais

O ministro do Trabalho, Vieira da Silva, considerou hoje um “erro profundo” a posição por vezes adotada pelos partidos que apoiam a solução de Governo, ao “ignorar” o que já foi alterado em termos de políticas laborais.

“Muita coisa já mudou, julgo que é um erro, até um erro profundo, ignorar o que já mudou, e mudou a política de salário mínimo, mudou a política para a contratação coletiva, mudou a política ativa de emprego. Os apoios ao emprego são hoje diferentes, muita coisa já mudou no mercado de trabalho com este Governo e as mudanças vão continuar”, disse.

O ministro, que falava à agência Lusa em Portalegre, à margem da sessão de encerramento da conferência internacional “Qualificação, Emprego e Desenvolvimento Territorial”, promovida pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional e a Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Alentejo”, lamentou ainda a forma como “por vezes se desvaloriza” as alterações já efetuadas em termos de políticas laborais.