Governo “culpa sempre terceiros” por 220 milhões de prejuízos da SATA

O deputado do PSD/Açores António Vasco Viveiros afirmou hoje que o Governo Regional socialista “culpa sempre terceiros” e recusa responsabilidades pelos 220 milhões de prejuízos que a SATA sofreu nos últimos dez anos.

“Com estes resultados negativos, brutais para a nossa pequena dimensão populacional e chocantes para os problemas da nossa Região, perder tanto dinheiro por incompetência e ineficácia é seguramente motivo para que neste Parlamento se debata repetidamente o tema. É que este Governo socialista apenas reage aos acontecimentos, vitimizando-se perante os insucessos, e, com hipocrisia, culpando sempre terceiros”, disse o social-democrata, na Assembleia Legislativa dos Açores.

O parlamentar, que falava durante uma interpelação ao executivo sobre a situação financeira da SATA, salientou que a situação da companhia aérea regional “é, desde há muitos anos, motivo de preocupação crescente e generalizada” para os açorianos.

“A situação é preocupante pelos prejuízos que, só na atual legislatura e até ao final do primeiro trimestre de 2019, ultrapassam os 130 milhões e que, desde 2008, totalizam 220 milhões de euros. A situação é preocupante pelos prejuízos do primeiro trimestre de 2019, que ultrapassam os 23 milhões, desmentido as previsões do conselho de administração da SATA e subscritas pelo Governo”, frisou.

António Vasco Viveiros acrescentou que a situação da SATA é igualmente preocupante “por questões operacionais, sendo que a época alta, que ainda decorre, foi mais uma vez, um absoluto fracasso”.

“Esta época alta tem sido marcada por inúmeros cancelamentos, adiamentos, alterações de horários e falta de entrega de bagagem, comprometendo a mobilidade inter-ilhas e dos Açores com o exterior, manchando o nome da nossa Região”, sublinhou.