Governo dos Açores extingue empresas do setor público e vende participações

O Governo dos Açores vai reduzir a sua participação direta e indireta em empresas e associações no âmbito de uma reforma do setor público empresarial regional que inclui a extinção de empresas, entre elas a Saudaçor, foi hoje anunciado.

Segundo o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, a reforma abrange 17 empresas no total.

“Esta reforma engloba diversas soluções, contemplando nuns casos a extinção de empresas, conjuntamente com um processo de internalização de serviços e de recursos humanos, e noutros a alienação da participação total ou parcial da região e, noutras ainda, a desvinculação de associado”, explicou Vasco Cordeiro.

À Saudaçor, empresa de planeamento e gestão do Sistema Regional de Saúde, soma-se, na lista de extinções, a SPRHI — Sociedade de Promoção e Reabilitação de Habitação e Infraestruturas.

O responsável pelo executivo, que falava aos jornalistas numa conferência de imprensa realizada em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, considerou que esta reforma surge “focada no desenvolvimento económico-social da região” e na “constante melhoria da afetação dos seus recursos”, visando “gerar eficiência que se repercuta no bem-estar dos açorianos”.

Ponta Delgada

Câmara de Comércio de Ponta Delgada emitiu um comunicado

COMUNICADO