PUB
Texto e Fotos: Por José Araújo

Jogou-se no passado domingo o jogo antecipado da 23.ª jornada do Campeonato Nacional da 2.º Divisão Zona Sul, entre o Marítimo SC e o HC Turquel.

Foi um jogo em que um dos candidatos ao título HC Turquel veio aos Açores jogar com o Candelária do Pico, tendo perdido por 3-2 e com o Marítimo em São Miguel empatado a 3-3.

Após o apito inicial notou-se que equipa do HC Turquel vinha a esta ilha para levar os três pontos em disputa nesta jornada. Tem no seu conjunto jogadores de 1.º divisão, com experiência no hóquei e dentro do ringue notou-se esta diferença.

PUB

O Marítimo SC por outro lado não “acusou” a diferença de investimentos e jogou o jogo de igual para igual com o seu adversário candidato à subida de divisão.

O jogo mal tinha começado 24:43 e o Pedro Soares do Marítimo falha uma grande penalidade, e o Turquel ao minuto 22:14 faz o 1-0 golo da autoria de André Pimenta numa jogada corrida.

No minuto seguinte o Turquel falha um livre direto por Paulo Duro e foi preciso chegar aos 8:30 para o Turquel marcar o 2 – 0 por Vasco Luís. O Marítimo não baixou os braços e num livre direto o capitão Pedro Soares reduz o marcador 1–2.

Ainda houve tempo para que o GR Rogério Silva, ser advertido com cartão azul e o Marítimo teve de operar a substituição pelo suplente Nuno Teixeira, que veio inspirado do banco e defendeu o livre direto de Paulo Duro. Poucos minutos depois o jogo foi para o intervalo com o HC Turquel a vencer por 2–1.

No início da 2.ª parte o jogo foi muito faltoso para ambas as equipas, e o Turquel falha de novo um livre direto aos 16:28 por André Pimenta. E foi aos 7:50 que o Turquel eleva então o marcador para 3,–1 da autoria de Vasco Luís. Mais um livre direto em virtude do Turquel ter atingido as dez faltas e Pedro Soares falha a sua concretização aos 3:49.

Pedro Soares falha o livre direto e alguns segundos depois faz o 2–3 reviravolta no resultado para o Marítimo, criando na sua equipa a incerteza do resultado final. E foi em cima dos 2:00 finais que num remate na meia pista adversária de Vasco Miranda que ainda embateu num adversário e a bola criou uma trajetória diferente enganando o GR adversário, golo, empatando o jogo 3–3. Alguma dúvida quanto ao lance pelos patinadores do Turquel quanto à validade da jogada, mas a dupla de arbitragem não hesitou e validou o golo e indicou o centro da pista para o seu reinício.

O Marítimo nos dois minutos finais ainda tentou dar de novo a volta do resultado, mas teve na baliza do HC Turquel um guarda redes muito seguro. Com este resultado ambos os conjuntos perderam dois pontos, mas o Marítimo foi o somar de mais um ponto para a manutenção da 2.ª Divisão.

Em jeito de resumo do jogo, muitas falhas na marcação dos livres diretos e da grande penalidade por ambos os conjuntos. É preciso não esquecer que o HC Turquel é uma equipa bem rodada, fez uma boa pré-época e tem no seu conjunto jogadores que dentro da pista fazem a diferença.

O Marítimo jogo a jogo vai melhorando o seu conjunto, não esquecendo que não é nada fácil ter estes jogadores no seu conjunto com todas as peripécias ao nível do treino a cada semana.

Com este empate o Marítimo SC está no 8.º lugar na classificação geral, que resulta de 4 jogos 1V, 2E e 1D, soma 5 pontos.

“Pelo que tenho constatado e por declarações dos treinadores a arbitragem nacional nos jogos no Continente tem prejudicado o hóquei Açoriano. Mas um mal não vem só, já estamos em finais de outubro e ainda não foi feita uma reciclagem aos árbitros nacionais. Esta avaliação, na minha modesta opinião, pois já fui árbitro desta modalidade, é fundamental para se poder observar a capacidade física dos árbitros e os conhecimentos teóricos, mas que no hóquei não foi feito porquê!!! (temos árbitros com peso a mais), com a agravante de se nomear ainda outros juízes sem experiência para jogos da 3.ª divisão, ou seja, sem rodagem nestas andanças. Fica aqui o meu lamento…” – JA

Constituição do Marítimo SC:

GR Rogério Silva, GR Nuno Teixeira, Pedro Soares (cap.), Paulo Dias, Hugo Monteiro, Alexandre Resendes, Vasco Miranda, Marco Resendes, André Martins, João Vieira.

Treinadores. Cristiano Agulhas

Disciplina: Advertência a João Vieira, Cartões azuis a Paulo Dias e Rogério Silva

Golos de: Vasco Miranda e Pedro Soares (2)

Constituição do HC Turquel:

Diogo Almeida, Paulo Duro, Tiago Silva, Vasco Luís (cap.), André Pimenta, Xavier Lourenço, Tiago Mateus, Daniel Passos, Salvador André e Gonçalo Costa.

Treinador: Guillem Perez

Disciplina: Cartão azul a Tiago Mateus

Golos de: Vasco Luís (2) e André Pimenta

Equipa de arbitragem: Rui Nave – categoria A e Bruno Henriques categoria A1

Pub